9 de janeiro de 2015

“PT está se valendo do ditado popular ‘faço o que eu falo, mas não faça o que eu faço’”

Governo PT em Minas: aumento de 50% e indicações em conselho para secretários enquanto projetos populares seguem parados

Para o deputado Duarte Bechir (PSD), o PT mostra que está se valendo do ditado popular que diz ‘faço o que eu falo, mas não faça o que eu faço’. “Quando o líder do PT na Assembleia, deputado Durval Ângelo, criticou secretários de estado que recebem indicações nos conselhos de estatais, ele se esqueceu de dizer que o próprio governador recebia, quando era ministro, por dois conselhos para os quais foi indicado. Estaria então Pimentel simplesmente complementando o seu salário? O governo do PT já começa mal”.

O deputado reforça que o primeiro ato deste governo na ALMG priorizou a sua equipe de governo em detrimento aos servidores do Estado. Enquanto o aumento de secretarias e o reajuste salarial de secretários tramitam como urgência, seguem parados na pauta da Assembleia, além do reajuste de 4,6% dos servidores, projetos importantes para a população, como os que tratam do Plano Plurianual de Ação Governamental (PPAG) e o Orçamento do Estado.

“O primeiro projeto do novo governo se preocupa em melhorar o ganho daqueles que irão ajudar o governador e esquece daqueles que carregam o Estado em seus ombros, a quem devemos sempre ter o primeiro olhar da responsabilidade”, concluiu Bechir.