25 de março de 2014

“A internet veio para ficar e facilitar a vida do cidadão”, deputada Luzia Ferreira

A partir do dia 30 de abril, o cidadão que se envolver em acidentes de trânsito sem vítima já poderá fazer o boletim de ocorrência pela internet, por meio de um registro eletrônico. O anúncio foi feito durante audiência pública que discutiu a implementação da delegacia eletrônica em Minas Gerais, realizada pela Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) nesta terça-feira (25/3/14).

Segundo dados da superintendente de Informações e Inteligência Policial de Minas Gerais, delegada Yucari Myata, além do acidente de trânsito sem vítima, que é a primeira modalidade de ocorrência que poderá ser registrada no âmbito da delegacia eletrônica, outros cinco tipos de registro de ocorrência serão implementados até o final de 2014: perda ou extravio de documentos e de material; dano; pessoa desaparecida e pessoa localizada. Essas seis modalidades somam 24% do total de ocorrências registradas em Minas Gerais.

A expectativa com a implantação da delegacia virtual é a desoneração dos policiais – que poderão atuar prioritariamente em suas atividades finalísticas -, a economia de insumos no âmbito da delegacia e a maior acessibilidade e agilidade de atendimento. “Uma das grandes queixas do cidadão são as filas de espera para atendimento”, afirmou a delegada.

Na avaliação da deputada Luzia Ferreira (PPS), que solicitou a reunião, a integração entre as polícias Civil e Militar é importante para se garantir a eficiência da gestão pública. A parlamentar ainda disse que a delegacia eletrônica vai permitir que as polícias obtenham dados de acontecimentos e delitos que antes, devido à burocracia, não eram registrados pelo cidadão. “A internet veio para ficar e facilitar a vida do cidadão”, disse.


 

Fonte: ALMG