3 de abril de 2014

Governo de Minas amplia recursos do programa Aliança pela Vida voltado para o tratamento de dependentes químicos

Para intensificar o enfrentamento às drogas o Governo de Minas criou o cartão Aliança pela Vida, o cartão pode ser utilizado exclusivamente para custear o tratamento do dependente químico em clínicas ou comunidades terapêuticas. Na manhã desta quarta-feira 02/04/2014, a Comissão de Prevenção e Combate ao uso de Crack e outras Drogas da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) reuniu parlamentares e representantes do poder excecutivo para acompanhar o andamento do programa.

O subsecretário de Políticas Sobre Drogas da Secretaria de Estado de Defesa Social, Cloves Eduardo Benevides explicou que famílias com renda de até dois salários mínimos podem solicitar o auxílio financeiro no valor de R$ 1.350,00 para custear o tratamento de parentes que sofrem com a dependência química. “O cartão é uma das ações do programa Aliança pela Vida, é uma
ação exitosa, estamos ampliando a oferta de serviços e credenciando novas instituições. O número de vagas para internação também tem sido aumentado continuamente”, afirmou o subsecretário.

O programa Aliança pela Vida além de prestar atendimento aos dependentes de drogas e seus familiares promove a capacitação de profissionais das áreas de saúde e assistência social. O programa é resultado do decreto baixado pelo governador Antonio Anastasia que determinou a aplicação de até 1% do orçamento de órgãos e secretarias do Estado que desenvolvam programas sociais a projetos de prevenção e combate às drogas.