6 de dezembro de 2012

Projeto Vale do Rio Pardo levará água e empregos de qualidade para o Norte de Minas

A Região Norte de Minas vai receber investimentos na atividade de extração e beneficiamento de minério nos municípios de Grão Mogol e Padre Carvalho. Por meio do projeto, denominado “Vale do Rio Pardo”, cujo protocolo de intenções foi assinado com o governador Antonio Anastasia em julho deste ano, a empresa Sul Americana de Metais (SAM), do Grupo Votorantim, vai explorar minério de ferro gião e implantar usina de beneficiamento, mineroduto, duas barragens e sistema de irrigação.

O empreendimento terá investimentos de R$ 4,2 bilhões e deverá gerar 2 mil empregos diretos e 9 mil indiretos nessa região que apresenta um dos mais baixos Índices de Desenvolvimento Humano (IDH). O início das operações está previsto para 2015. O projeto está em fase de licenciamento ambiental. A expectativa é de que, durante a fase de implantação do projeto, sejam gerados 8 mil empregos diretos.

O tema foi discutido em audiência pública conjunta realizada pelas Comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e do Trabalho, da Previdência e da Ação Social da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). De acordo com o secretário de Estado de Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e do Norte de Minas, Gil Pereira, a barragem é um sonho antigo da região. “Vamos ter água e vamos ter empregos de boa qualidade”, afirmou.

Minerotudo

O mineroduto passará por 21 municípios, sendo nove em Minas Gerais. Terá 482 km de extensão e transportará a produção até o porto de Ilhéus, na Bahia. O corredor terá capacidade para transportar, anualmente, 25 milhões de toneladas de pelotas de ferro.