18 de julho de 2014

Programa para tratar a dislexia é aprovado na Assembleia de Minas

Um projeto que incentiva a identificação de distúrbios de aprendizagem nas escolas estaduais foi aprovado em segundo turno pelo plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e agora aguarda sanção do governador do estado. O Projeto de Lei (PL) 1.635/11, de autoria do deputado Anselmo José Domingos (PTC), passou pelas Comissões de Constituição e Justiça (CCJ), Saúde, Educação e Redação antes da aprovação final em plenário.

A proposta trata da criação de um programa para identificar e tratar a dislexia nas escolas estaduais e, assim que a lei for sancionada, o Estado assumirá a função de identificar alunos com baixo rendimento e encaminhá-los para os órgãos de saúde, desta forma será possível identificar possíveis distúrbios de aprendizagem, deficiência auditiva e visual.

O deputado autor do projeto, destacou que com a implantação dos novos procedimentos os ganhos são de todos. “A partir da sanção do projeto o estado passa a buscar uma política específica para a identificação e tratamento da dislexia, uma doença que pode trazer danos muito grandes a um portador que não sabe que tem a doença e assim não pode tratá-la. O que esperamos com isso é uma melhoria de resultados não apenas para os alunos portadores, mas para a educação do estado como um todo” – reforçou Anselmo.

Deputado Anselmo José Domingos (PTC) em reunião de Plenário da ALMG

Deputado Anselmo José Domingos (PTC) em reunião de Plenário da ALMG