5 de setembro de 2013

Programa do Governo de Minas garante mais mobilidade urbana a Unaí. Região ganhará um anel rodoviário

O Caminho de Minas, do governo do Estado, continua ampliando as ligações asfálticas e reduzindo as distâncias entre os municípios mineiros. A mais nova obra do programa será em Unaí, onde um anel rodoviário de mais de 7 mil quilômetros será construído para levar mais avanços e facilitar o escoamento da produção na região, que tem grande vocação para o agronegócio.

O anúncio foi feito na última quarta-feira (04/09) pelo vice-governador Alberto Pinto Coelho durante a realização de um evento agropecuário no município, localizado na região Noroeste do Estado. Segundo ele, o projeto para o anel rodoviário está sendo executado e a já foi obra está incluída no programa Caminhos de Minas.

A iniciativa mostra a preocupação do governo de Minas com a mobilidade urbana não só nos grandes centros, mas também nas periferias e nas ligações entre as cidades, conforme afirmou o vice-líder do Bloco Transparência e Resultado da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Rômulo Viegas (PSDB).

Unaí é hoje umas das bases mais importantes do agronegócio para o país e o projeto irá fortalecer ainda mais a vocação econômica da região. “É um grande benefício para a cidade de Unaí porque, com certeza, vai melhorar, e muito, o transporte naquela região, facilitando o turismo, o fluxo das mercadorias e o comércio”, afirmou Viegas.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), divulgados pela Agência Minas, a região Noroeste de Minas lidera o ranking da produção de grãos no Estado, com uma safra da ordem de 2,9 milhões de toneladas, participando com 24% na soma das colheitas das lavouras mineiras. A região tem, ainda, a maior produção de soja do país, com 1,2 milhões de toneladas por ano.