11 de maio de 2011

Presidente da Petrobras veio a Minas a passeio

Durante a Reunião Ordinária de Plenário da tarde desta terça-feira (5), o deputado Duílio de Castro (PMN), expressou seu descontentamento e frustração com a visita que o presidente da Petrobrás, Sérgio Gabrielli, fez no dia 24/03 ao estado de Minas Gerais. A visita, que para todos era vista como uma oportunidade de se discutir a construção da fábrica de ácido acrílico, que havia sido acordado entre a Petrobras e o estado, foi considerada pelo dep. Duílio um “passeio do empresário, já que anunciou que a nova fábrica – a despeito dos esforços e comprometimentos do estado – vai para a Bahia”.

Os deputados Luzia Ferreira (PPS) e João Leite (PSDB), do Bloco Transparência e Resultado, pediram aparte do pronunciamento e reiteraram a opinião do dep. Duílio de Castro, citando ainda fatos como o o papel do governador Antonio Anastasia que se empenhou ao máximo para continuar trabalhando junto a Petrobras e  para manter o investimento no estado. Foi lembrando também que os investimentos globais previstos eram de R$ 2,7 bilhões. Só a fábrica de ácido acrílico estava orçada em R$ 600 milhões gerando milhares de empregos. Os deputados frisaram que invés de todo este investimento acordado, o que a Petrobrás anunciou foi que Minas receberá apenas 1,56% de tudo que será investido pela empresa no país.

Em seu encerramento, o deputado João Leite ressaltou ainda que “não vê a bancada de oposição saindo em defesa de Minas quando claramente a Petrobrás comete o absurdo de levar o emprego e dinheiro para outros estados e deixa a sujeira em nossa Lagoa da Petrobras”.