12 de junho de 2013

Por que o PT não gosta de Minas? Governo do Estado apresenta projeto para ampliar metrô, mas Governo Federal do PT não libera recursos suficientes

“Para quem é do lado do PT, o Governo Federal libera recurso. Para quem não é… não libera”

O trânsito de Belo Horizonte, cada dia mais intenso e com longos congestionamentos diários nos horários de pico, reflete a necessidade de um meio de transporte eficiente. Mas, infelizmente, o metrô, que seria a principal solução para resolver o problema da mobilidade urbana da capital, ainda parece um sonho distante. É o que ficou claro após audiência pública realizada pela Comissão de Transportes, Comunicação e Obras Publicas da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

Metrô: muitos projetos para poucos recursos

O governo do Estado vem trabalhando para melhorar a situação do transporte. O secretário de Estado adjunto de Transporte e Obras Públicas, Fabrício Torres Sampaio, afirmou que já foi apresentado ao Governo Federal um projeto que prevê a realização de melhorias e a ampliação do serviço. O projeto prevê a extensão da linha 1 até o Novo Eldorado; a construção da linha 2 (Barreiro-Nova Suíça); e também do trecho subterrâneo da linha 3 (Savassi-Lagoinha). Estão previstas ainda a reforma das 19 estações existentes, a reforma e aquisição de trens e também a realização de estudos e projetos para a extensão até Betim.

O Governo Federal aprovou R$ 3,1 bilhões para este projeto, mas ninguém garante que o valor realmente chegará a Minas. Além disso, para o deputado Célio Moreira (PSDB), o recurso anunciado não será suficiente para executar o projeto. “Esse recurso não vai dar para praticamente nada. Essa é uma novela que já dura 28 anos. Estamos discutindo e vendo muito projeto. Isso tudo é sonho”.

Ainda, segundo o deputado Célio Moreira,  a expansão do metrô de Belo Horizonte não vai pra frente por causa do descaso do Governo Federal do PT. Segundo o deputado, o Governo de Minas e a prefeitura estão envolvidos e trabalhando para buscar recursos mas sem ajuda da União não há dinheiro para as obras. “Estamos vendo a Metrominas fazendo sondagens mas até a imprensa já cansou de ouvir as promessas. A prefeitura tem boa vontade, mas o recurso disponível não dá pra fazer nem trem. Minas Gerais, não têm condições de fazer metro sem o Governo Federal”, disse.

Para o deputado Célio Moreira, a “amarração” de recursos por parte do Governo Federal tem cunho partidário. “Para quem é do lado do PT o Governo Federal libera recurso, para quem não é não libera”, reclamou. Já o deputado Anselmo José Domingos (PTC) destacou que desde 2003 a Linha 2, que ligará o Barreiro ao Nova Suíça, não recebeu mais recursos. Hoje o que se vê são obras inacabadas e abandonadas acumulando lixo. “A obra está parada, e esse é um sonho desde a década de 1970. Hoje nos sentimos completamente iludidos com a questão do metrô”, disse.

 

Leia mais:

BH quer Metrô: Movimento do Bloco Transparência e Resultado exige a liberação de recursos para a expansão do transporte coletivo sobre trilhos

A passos de tartaruga: Mobilidade urbana: três programas, nenhuma solução

Governo de Minas investe em mobilidade urbana e prevê utilização da malha ferroviária

Dilma requenta anúncio para metrô: maior parte dos R$ 3,1 bilhões será paga pelo Governo de Minas, prefeituras e iniciativa privada