30 de novembro de 2011

ONU une países do mundo inteiro para reduzir número de fatalidades no trânsito

Na tarde desta terça-feira (29/11), parlamentares e especialistas de trânsito se reuniram na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) para debater a “Década Mundial de Ação pela Segurança no Trânsito”, que compreende o período de 2011 – 2030 e foi proclamada pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Durante esses anos países do mundo inteiro estarão reunidos para diminuir em 50% o número de acidentes fatais e ferimentos graves no trânsito. “Essa não é uma tarefa fácil, temos que assumir a gravidade do problema”, enfatizou o secretário adjunto de Defesa Social de Minas Gerais, Genilson Zeferino “é assustador a violência no trânsito, tem morrido mais pessoas no trânsito do que em homícidios”.

De acordo com dados do Denatran anualmente são registradas 1, 3 milhão de mortes e pessoas feridas no mundo, o maior número de vítimas tem entre 15 e 44 anos. O Brasil tem um índice de 18.9 fatalidades por grupo de 100 mil habitantes, aponta estudo do Ministério da Saúde.

“Neste momento Minas Gerais está lançando um plano estadual para enfrentar esse desafio. Vamos trabalhar com a prevenção e também com a repressão”, afirmou Zeferino.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

O deputado João Leite (PSDB), do Bloco Transparência e Resultado concorda que os números apresentados são assutadores e informa que “a partir do próximo ano haverá um Fórum Técnico que discutirá medidas para enfrentar o desafio” proposto pela ONU em Minas Gerais, diz também que o “Governo do Estado criou um comitê que é coordenado pelo secretário adjunto de Defesa Social de Minas Gerais, Genilson Zeferino”, para buscar soluções.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.