14 de novembro de 2012

O que houve, Dnit? Cadê as obras da BR-381 prometidas pelo ministro?

A duplicação da BR-381 anunciada há cerca de 15 dias pelo ministro Paulo Sérgio Passos não consta na previsão orçamentária do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) para 2013. Será que estamos diante de mais uma promessa não cumprida pelo Governo Federal do PT que prejudicará Minas Gerais? Afinal, como se pode iniciar uma obra sem que haja recursos disponíveis para executá-la?

Conforme informou o jornal Hoje em Dia na última terça-feira (13/11), nem a duplicação das BR’s 381 e 040 nem Anel Rodoviário, muito menos o Rodoanel sairão do papel no ano que vem. Nenhuma dessas obras, tão importantes e que há anos são aguardadas pelos mineiros, está contemplada no orçamento do órgão enviado ao Congresso para o exercício de 2013.

O deputado João Vitor Xavier (PEN), do Bloco Transparência e Resultado da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), criticou a postura do Governo Federal e afirmou que irá intensificar as cobranças para que as obras prioritárias para o Estado mereçam a devida atenção e saiam do papel. Ele se mostrou descrente ao afirmar que só acredita na duplicação da BR-381 “quando verificar as máquinas na pista realizando a obra”.

“É lamentável ter vindo aqui o ministro Paulo Sérgio Passos anunciar que a obra da 381 vai começar. Como vai começar a obra se o Dnit, que é o órgão responsável por executá-las, não tem em seu orçamento a previsão dos recursos para elas”, afirmou o deputado. Segundo João Vitor, a expectativa agora é que o governo tenha um outro caminho já em planejamento para que as obras consigam ser executadas. “ Esperamos que já se tenha um outro caminho já construído pelo Governo Federal. Não é possível que, mais uma vez, não tenhamos uma obra desta importância sendo realizada em Minas Gerais”.

Leia sobre a promessa de duplicação da BR-381

Veja também: Obras de duplicação da BR-381 devem começar no primeiro semestre de 2013