4 de agosto de 2012

Mudanças previstas para o Cetec vão trazer maior produtividade e competitividade para indústria mineira

Com a aprovação do Projeto de Lei (PL) 3.128/12 pelo Plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), no último dia (11/07), o campo de atuação da Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais (Cetec) fica alterado. De acordo com o PL, de autoria do governador do Estado, a Fundação poderá fazer convênios e parcerias com outras instituições, inclusive particulares.

A proposta é que o Cetec tenha como princípio apoiar o desenvolvimento tecnológico das empresas e da economia mineira, prospectar e identificar tecnologias que aumentem a produtividade e competitividade das indústrias instaladas em Minas Gerais, além de auxiliar o Estado na formulação e viabilização de políticas públicas voltadas para as áreas de pesquisa, desenvolvimento e inovação.

O presidente da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia, deputado Bosco (PTdoB), do Bloco Transparência e Resultado da ALMG acredita que as parcerias serão muito positivas. Ele ressalta que “o país cresceu, mas que ainda dependemos muito da tecnologia importada. Precisamos avançar nesta questão, e é desta forma que vamos garantir que Minas Gerais continue se destacando neste setor tão importante que é a indústria”.

Bosco lembrou que no decorrer do primeiro semestre a Comissão presidida por ele realizou duas audiências públicas na Assembleia Legislativa sobre o tema e também uma visita à Fundação para conhecer as instalações. “O Cetec foi criado pelo governo do Estado há 40 anos, é uma referência. A partir de agora vai ganhar mais força, apoio e aporte financeiro que vão propiciar ainda mais fortalecimento do Cetec”.

Antes de ser sancionado pelo governador Antonio Augusto Anastasia, no último dia (27/07), o PL tramitou em dois turnos e passou por três Comissões da Casa.