28 de novembro de 2011

Minas paga os juros mais caros do mundo ao Governo Federal do PT

A Comissão Especial da Dívida Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) se reuniu novamente para debater os efeitos negativos que as elevedas taxas de juros cobradas pelo Governo Federal do PT tem trazido aos estados que possuem débitos com a União. Praticamente todas unidades da federação, assim como Minas Gerais, estão com seus investimentos comprometidos em razão do pagamento de uma dívida que, baseada num índice de correção altíssimo, cresce absurdamente.

No encontro desta segunda-feira (28/11), a Comissão Especial, criada para estudar o processo de endividamento do Estado perante a União e analisar as possibilidades de renegociação dos contratos de refinanciamento em vigor, ouviu a coordenadora Nacional da Auditoria Cidadã da Dívida, Maria Lúcia Fattorelli.

De acordo com a convidada, o valor dos juros pago por Minas Gerais é o mais alto do mundo e isso impede que o estado invista em setores como saúde e educação. “O estado já pagou nesses anos todos, de 8 anos para cá, 13% de sua receita líquida para pagar os juros mais altos do mundo que são juros calculados com base no IGP-DI (Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna) e mais 7,5%. No ano passado, por exemplo, essa conta deu quase 20% ao ano. Ao mesmo tempo a mesma União que recebeu esses 20% de Minas Gerais comprou títulos da dívida norte-americana a 0%. Alguma coisa está errada”, alertou.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

O relator da Comissão e líder do Bloco Transparência e Resultado, deputado Bonifácio Mourão (PSDB), concorda que o dinheiro gasto com juros absurdos impede investimentos que poderiam melhorar a vida da população. “Os recursos que os estados tomam emprestado com a União deveriam servir para novos e importantes investimentos nos próprios estados, mas estão com efeito exatamente ao contrário. Eles estão impedindo os investimentos dos estados porque o que eles estão pagando de juros, inclusive Minas Gerais, é verdadeiramente um absurdo. Os estados estão pagando só de juros e correção à União muito mais do que estão investindo em educação, saúde, saneamento básico, segurança e infraestrutura”, disse.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Leia mais:

Dívida pública: Governo Federal do PT impõe taxas de juros que comprometem orçamento e deixam contas dos Estados impagáveis