7 de março de 2012

Minas avança e garante fábrica do grupo Fiat no Norte do Estado mesmo sem o apoio do Governo Federal do PT

O Governo de Minas segue trabalhando para atrair novos investimentos para o Norte do Estado. Trata-se de um trabalho solitário, diga-se de passagem – já que o Governo Federal do PT excluiu o Norte de Minas e o Vale do Mucuri dos benefícios fiscais previstos na Medida Provisória 512 -, mas que vem garantindo bons resultados ao Estado.

No último dia 5 de março, o governador assinou em Turim, na Itália, protocolo de intenções formalizando a parceria entre o Governo de Minas e a Case New Holland (CNH), do grupo Fiat, garantindo a implantação de nova unidade da fábrica de máquinas de construção em Montes Claros. Serão investidos R$ 600 milhões, entre 2012 e 2014, quando a unidade deverá entrar em operação, gerando cerca de 2,7 mil empregos diretos e indiretos.

Além do aporte de R$ 600 milhões, a instalação da CNH em Montes Claros deverá resultar ainda na criação de um cinturão de fornecedores na cidade. Conforme explicou o deputado Luiz Henrique (PSDB), prestadores de serviços e fornecedores da empresa abrir filiais ou mesmo se transferir na região.

O parlamentar, que faz parte do Bloco Transparência e Resultado e representa do Norte de Minas na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), afirmou que esteve com governador em Montes Claros, quando ele anunciou os investimentos da Case New Holland. “Em Turim, o governador confirmou esses investimentos, mostrando grande interesse na região do Jequitinhonha, Mucuri e Norte de Minas como foco prioritário de suas ações governamentais”, ressaltou.

A CNH não será a primeira empresa a se instalar em Montes Claros pelas mãos e esforço de Antonio Anastasia. Em julho do ano passado, o governador já tinha assegurado a construção de uma nova fábrica da Alpargatas no local. A empreitada, que garantiu investimentos da ordem de R$ 180 milhões, foi formalizada poucos meses depois de o Governo Federal ter vetado a MP 512, retirando dos municípios do Norte e Mucuri a possibilidade receber importantes investimentos para o desenvolvimento da região.

Sem os benefícios do Governo Federal, dificilmente a região, caracterizada por ser uma das mais carentes de Minas Gerais, conseguiria se tornar atrativa às grandes industrias. Prova disso foi a perda de uma nova planta da montadora Fiat no Estado. Com os incentivos fiscais assegurados pelo ex-presidente Lula ao Nordeste do país, a montadora preferiu se instalar em Pernambuco a levar sua fábrica para o Norte de Minas, que não contava com os mesmos benefícios.

Para corrigir essa injustiça, o senador Aécio Neves (PSDB), por meio de emenda, conseguiu incluir os municípios do Vale do Mucuri e Norte de Minas, que integram a Área Mineira da Sudene, na Medida Provisória 540. Com a aprovação da MP, no final de 2011, o senador garantiu a esses municípios os incentivos fiscais previstos para empresas e indústrias que se instalarem na região.

Áudio: deputado Luiz Henrique

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Leia mais:


Minas garante investimentos para o Norte do Estado, mesmo após governo federal do PT vetar MP 512

Governo federal do PT exclui municípios carentes de Minas de benefícios

Aécio Neves garante benefícios para Vale do Mucuri e Norte de Minas com emenda à MP 540