29 de abril de 2013

Mais uma vez, obras para novo terminal de Confins é adiada pelo Governo do PT

Adiar obras anunciadas para Minas Gerais se tornou prática recorrente do Governo do PT. São inúmeros os anúncios – sem obras – para a BR-381, para o Anel Rodoviário, para o Metrô de Belo Horizonte e, agora, a bola da vez é o aeroporto em Confins. Após duas licitações fracassadas, a Infraero, órgão ligado ao Governo Federal, adiou o edital para construção do terminal provisório.

Os envelopes para a concorrência pública deveriam ter sido abertos no último dia 25 de abril, mas isso não aconteceu. Assim como tantas outras promessas do PT, o edital não cumpriu seu prazo estipulado. Segundo o governo, a nova data será 6 de maio, mas resta saber se dessa vez vai ser para valer. Se for como o edital para as obras da BR-381, que já teve inúmeras datas e nunca saiu do papel, os mineiros terão muito ainda o que esperar.

Essa não é a primeira vez que ocorre um adiamento nas obras de Confins. Por várias vezes as obras tiveram que passar por novos prazos e ajustamentos e, mesmo assim, ainda não há uma perspectiva clara de sua completa conclusão. “Quando vai de fato acontecer o milagre da obra de Confins. Parece-me incompetência administrativa do Governo Federal e o povo continua na expectativa”, questionou o deputado Rômulo Viegas (PSDB), vice líder do Bloco Transparência e Resultado da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

Deputado Rômulo Viegas

De acordo com o que noticiou o jornal Estado de Minas, o adiamento do edital foi publicado no Diário Oficial da União. No comunicado, a Infraero disse que foram feitas retificações no memorial descritivo e nas especificações técnicas. Ao todo, são feitas sete alterações no texto do edital. A primeira delas informa um erro na área do terminal. Em vez de 1,87 mil metros quadrados de área, são 1,6 mil metros quadrados de área construída. Na sequência são corrigidas informações sobre o espaço de embarque e desembarque e do saguão. No mais, são respondidas nove questões levantadas por empresas e pessoas interessadas no projeto.