12 de março de 2013

Mais uma do PT: depois de cancelar edital da BR-381, Dnit cancela também obras do Rodoanel

Assim como fez com a BR-381, o Governo Federal do PT também suspendeu o edital de licitação das obras do Rodoanel de Belo Horizonte. É mais uma das inúmeras obras prometidas para Minas Gerais que vai parar na gaveta das promessas não cumpridas do PT. A construção do Rodoanel é tão importante para os mineiros quanto a própria duplicação da 381 porque tiraria da chamada Rodovia da Morte o trânsito pesado de caminhões e carretas que se deslocam entre cidades da Região Metropolitana de BH.

A licitação estava sob a responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e sua suspensão foi feita de forma silenciosa, como noticiou o jornal Estado de Minas, sem que mesmo o Governo de Minas – que sempre demostrou interesse em assumir a obra para tirá-la do papel – fosse sequer avisado. Mais uma vez faltou transparência, compromisso e boa vontade do Governo do PT com as demandas tão urgentes dos mineiros.

Classificando a suspensão do edital como “injustificável”, a deputada Luzia Ferreira (PPS) afirma que somente com a construção do Rodoanel será possível dar mais vasão ao trânsito da BR-381 e do Anel Rodoviário. “Tanto o Rodoanel quanto a 381 são obras extremamente importantes para infraestrutura de Minas Gerais, para o fortalecimento da atividade econômica da região e, fundamentalmente, para salvar vidas”, afirmou.

Segundo a deputada, além de reduzir o risco iminente de morte, o Rodoanel também possibilitaria novos investimentos econômicos na Região Metropolitana. “Essa é uma obra que vem sendo defendida inclusive pela classe empresarial, pois vai gerar um corredor para a implantação de novas indústrias e empresas, dinamizando a atividade econômica da região”.

Quando for liberada pelo Governo Federal e enfim sair do papel, a alça viária passará por Betim, Contagem, Ribeirão das Neves, Pedro Leopoldo, São José da Lapa, Vespasiano, Santa Luzia e Sabará, evitando conflitos entre o tráfego urbano e o rodoviário proveniente da 381.

Leia mais:

Dez anos do governo federal do PT. Dez anos sem duplicação da BR-381 em Minas