23 de setembro de 2013

Inflação foge da meta do Governo do PT e volta a assombrar consumidores

Crescimento em baixa, PIB fraco e inflação em alta. Esse é o cenário da economia no Brasil, que vinha despertando há bastante tempo a preocupação de especialistas e, agora, já provoca mudanças nos hábitos dos brasileiros. Com o bolso mais apertado e menos confiante na economia, o consumidor não só voltou a fazer compras do mês, como também procurar mais pelas melhores ofertas em supermercados mais baratos.

Essa estratégia, conforme divulgou o jornal Folha de S. Paulo, faz parte da rotina de muitos consumidores que querem se proteger da inflação. Com projeções acima da meta estipulada pelo governo federal, a alta nos preços já é facilmente percebida nas gôndulas e sentida na conta final no caixa.

A situação é preocupante e vem sendo alertada pelo senador Aécio Neves (PSDB). Em seus pronunciamentos, tanto no Senado quanto nas propagandas partidárias, o senador é enfático ao defender “tolerância zero” à inflação. Segundo Aécio, é preciso assegurar ao cidadão uma economia forte e com índices de preços estáveis, pois “o controle da inflação foi uma grande conquista do povo brasileiro”, afirmou.

Com a inflação batendo este ano na casa dos 5,81% (o centro da meta era 4,5%), os consumidores de todo o país estão em busca dos supermercados mais populares e dos que vendem em quantidades maiores e a preços menores em detrimento de benefícios como variedade de produtos e da qualidade no atendimento. O levantamento foi feito pela consultoria CVA Solutions e divulgado pela Folha.

 

Charge publicada no portal do PSDB

Crédito: Fernando Cabral