22 de maio de 2012

Greve nas universidades federais: Enquanto isso, o PT faz silêncio

Mais de 70% das 59 universidades federais do país, todas geridas pelo Governo do PT, estão de greve desde a última quinta-feira (17/05). Já são cinco dias de paralisação e até agora não se viu um comentário, um posicionamento qualquer de membros do Partido dos Trabalhadores sobre o assunto. Silêncio total, o que é muito estranho. Logo o PT, tão acostumado a fazer barulho, a colocar caminhão nas ruas e insuflar as reivindicações. O fato é que a greve continua, ganhando novas adesões, e o que se vê é um PT calado, bem diferente do que se vê quando as paralisações acontecem contra governos de outros partidos, em especial os de oposição.

Esta situação deixa bem clara mais uma faceta do Governo do PT: a da contradição. Para os membros do partido o que vale é o interesse político e, para defendê-lo, eles sempre têm dois pesos e duas medidas. Como a greve dos servidores das universidades expõe as feridas do Governo Federal, os petistas preferem fingir não enxergá-la. Eles seguem em frente com suas propagandas governistas como se nada estivesse errado em sua gestão.

“Os servidores federais não aceitam o sucateamento das nossas universidades nem a propaganda do PT dizendo que está abrindo novas universidades, mas abrindo sem professores e sem servidores. É lamentável a postura do Governo Federal”, afirmou o deputado João Leite (PSDB), do Bloco Transparência e Resultado da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Segundo o parlamentar, o Governo Federal vem adotando uma postura bastante questionável na gerência do ensino superior nas instituições federais do país.

A principal reivindicação dos profissionais federais é a reestruturação da carreira docente, prevista em acordo e que, segundo os professores, foi descumprido pelo Governo Federal. Os docentes também querem reajuste do piso salarial e incorporação das gratificações em suas remunerações, conforme informou o portal Uol Notícias.

Áudio: deputado João Leite

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Leia mais:


PT condena greve dos técnicos da educação federal e incentiva paralisação dos professores estaduais

Staff de Dilma tentou convencer manifestantes da Unifesp a não usarem nariz de palhaço

Sobe para 41 o número de unidades federais de ensino superior em greve