16 de abril de 2014

Governo do PT prometeu 253 obras de mobilidade no PAC 2, tirou do papel pouco mais de 60 e concluiu apenas 4

Balanço do PAC divulgado pelo portal Contas Abertas mostra que o programa, que é carro chefe do governo do PT, segue com índices baixíssimos de execução. Somente 26% das obras de mobilidade urbana previstas na segunda etapa do programa saíram do papel. Eram para ter sido concluídos 253 empreendimentos na gestão da presidente Dilma (de 2011 a 2014), mas até agora 65 deles estão em obras.

Deste total, o Contas Abertas revela que apenas 4 obras foram concluídas. Ou seja, o que de fato teve 100% de execução não representa nem 2% do total de obras prometidas. Este resultado, segundo a deputada Luzia Ferreira (PPS), demonstra que o PAC vem servindo de ferramenta de marketing para a presidente Dilma Rousseff, mas até hoje não deu os resultados esperados.

Luzia Ferreira/Divulgação ALMG

Luzia Ferreira/Divulgação ALMG

“A famosa gerente eficiente, que controlava e fazia as coisas andarem não é bem verdade. Hoje, além de ser uma gerente, ela tem poder de presidente e nem isso foi suficiente para dar agilidade à execução das obras”, criticou Luzia.

Usado exaustivamente nas campanhas e publicidade do PT, o PAC ainda não mostrou a que veio nem deu os resultados anunciados pelo governo e tão aguardados pelos brasileiros. Na verdade, o balanço do programa (o 9º balanço do PAC2) é consequência da ineficiência do governo do PT de tirar seus projetos do papel.

 

Leia mais:

Ritmo lento marca conclusão de obras do PAC. Em sua segunda fase, programa do Governo do PT não engrena em Minas