7 de outubro de 2013

Governo Federal do PT promete capacitar 150 mil cuidadores de idosos em todo país, mas só cumpre 1% da meta

As políticas públicas voltadas para a garantia do direito dos idosos ainda não ganharam força no governo federal do PT. No que diz respeito à capacitação para o cuidado dessa grande parcela da população que já atingiu a terceira idade, o Brasil acumula um grande déficit. Dos 150 mil profissionais que o governo federal se comprometeu a capacitar até o fim deste ano, apenas 1.500 foram de fato formados. Ou seja, novamente o PT não cumpre o que promete, atingindo apenas 1% da meta estabelecida.

Os investimentos para atender com êxito essa demanda são escassos e, com a baixa execução da meta até agora, é impossível que o governo atinja os 100% de capacitação dentro do prazo prometido. Ainda falta formar 99% dos profissionais e pouco mais de dois meses para o ano acabar. Esses dados foram fornecidos pelo Centro Internacional de Longevidade no Brasil e divulgados pelo jornal Hoje em Dia.

A ineficiência do governo em garantir direitos básicos à população com mais de 60 anos contrasta com as premissas básicas do Estatuto do Idoso, que acaba de completar dez anos trazendo importantes conquistas para um envelhecimento com mais qualidade no país. Isso porque, conforme lembrou o deputado Bonifácio Mourão (PSDB), os brasileiros estão ficando velhos e vivendo mais.

O deputado, que é líder do governo de Minas na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), afirmou que, para que a terceira idade possa ser usufruída com dignidade, é preciso que exista mais empenho do governo federal. “Precisamos de políticas que assegurem a essas gerações – presentes e futuras – inclusão social, renda, saúde, lazer e cultura”, enfatizou Mourão.