20 de fevereiro de 2013

Governo de Minas define ações prioritárias e anuncia investimentos para 2013 e 2014. Ao todo serão R$ 28 bilhões

Os próximos anos serão marcados por mais investimentos em Minas Gerais. Na última terça-feira (19/02/2013), o governador Antonio Anastasia anunciou que o Estado irá dispor de R$ 28 bilhões para serem aplicados em ações e projetos ao longo de 2013 e 2014, especialmente nas áreas em infraestrutura, educação, saúde, segurança pública e desenvolvimento social. O objetivo é melhorar as condições de vida dos mineiros e ampliar a competitividade do Estado na atração de empreendimentos que gerem emprego, renda e desenvolvimento socioeconômico.

A apresentação dos investimentos foi feita durante reunião com o secretariado do Estado e lideranças políticas. O líder do governo na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Bonifácio Mourão (PSDB), representou o parlamento mineiro e afirmou que Minas Gerais está muito bem preparada para se desenvolver ainda mais nos próximos dois anos. “Isso, sem dúvida, significa que Minas Gerais está crescendo cada vez mais com uma administração honrosa e competente”, afirmou.

Dentre as prioridades do governo está o aumento da competitividade logística do Estado e a superação dos principais gargalos da infraestrutura. Para isso, serão investidos R$ 3,75 bilhões em ações do programa Caminhos de Minas, das quais se destacam a implantação de 1.070 quilômetros de rodovias, distribuídos em 37 trechos, e conclusão de projeto executivo para outros 39 trechos. Nesse montante, estão incluídos R$ 263 milhões para a conclusão de dez trechos do Proacesso, com 216 municípios beneficiados.

Saúde
Na saúde, serão aplicados R$ 121,5 milhões para a execução do projeto Vida Vida – Mães de Minas, destinados à assistência integral de saúde das gestantes e crianças prioritariamente até um ano. Outros R$ 37 milhões vão para o atendimento ao usuário de álcool, crack e outras drogas. Para a Gestão da Política Hospitalar serão repassados R$ 828,6 milhões, que deverão ser aplicados em serviços de saúde de qualidade e assistência hospitalar de importância estratégica.

Metrô
O metrô de Belo Horizonte também será contemplado com recursos da ordem de R$ 750 milhões para serem aplicados na expansão da linha 1 e construção das linhas 2 e 3 por meio de uma parceria público-privada. Mesmo o gerenciamento e manutenção do metrô sendo de responsabilidade do Governo Federal do PT, que há dez anos não investe neste transporte, o Governo de Minas trouxe para si o compromisso de contribuir para que esta importante obra para os mineiros saia definitivamente do papel.

Outras áreas e projetos também serão contemplados com investimentos do Governo de Minas. Veja aqui o resumo de todas as áreas beneficiadas com os recursos.