12 de julho de 2012

Governo de Minas dá bom exemplo em prevenção de enchentes e Governo Federal se abstém

A preocupação do governo de Minas com a prevenção de enchentes e a recuperação dos danos causados pelas fortes chuvas vem se traduzindo em ações ao longo do ano. Alguns dos investimentos feitos para evitar o problema foram ressaltados durante audiência pública da Comissão Especial das Enchentes da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) realizada nesta quinta-feira (12/7). O Governo Federal do PT, por sua vez, pouco tem feito e sequer enviou representante para o debate.

O representante da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), Luiz Guilherme Melo Brandão, trouxe boas notícias. Segundo ele, Minas Gerais está livre do risco de rompimento de barragens de rejeitos. Ele explicou que a rede de monitoramento construída pelo Estado nos últimos anos é muito mais eficiente e tem condições de dar uma resposta rápida à sociedade.

Entre outras providências tomadas está a parceria com o Corpo de Bombeiros no acompanhamento dos níveis das barragens, tanto hídricas quanto de rejeitos, e o aperfeiçoamento do radar meteorológico da RMBH, que tem condições de alertar as autoridades para o risco de tempestades com algumas horas de antecedência.

Ausência de representantes do Governo Federal

O presidente da comissão, deputado Arlen Santiago, criticou a ausência do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra de Souza Coelho, e do presidente da Agência Nacional de Águas, Vicente Andreu Guillo. Santiago considerou a atitude de sequer enviar um representante como um descaso com o Estado. Requerimento da comissão aprovado na audiência renova o convite às duas autoridades.

“Não tem ninguém do Ministério pra poder vir aqui ajudar nós mineiros a evitar essas mortes? Parece então que o Governo Federal tem uma resposta padrão para os mineiros que é simplesmente: ‘Não vamos. esse problema não tem nada a ver com a gente. Isso é com os mineiros’. Parece que os mineiros não são brasileiros para o Ministro da Integração e para o presidente da Agência Nacional de Águas”, criticou o parlamentar.

Áudio deputado Arlen Santiago:

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.