19 de outubro de 2011

Gastos do governo federal com a Copa de 2014 ainda são um mistério para a população

Faltando menos de três anos para o início da Copa de 2014, o Brasil já está mobilizado em torno deste evento, mas muitas obras ainda precisam ser feitas para que o país consiga de fato atender todas as exigências da Fifa para o mundial. Neste processo de preparação, duas questões ainda são preocupantes: o risco de obras importantes não serem concluídas pelo governo federal do PT e o quanto esta empreitada custará aos cofres públicos.

Em relação aos estádios que serão sede da Copa, o que se pode verificar é um esforço muito grande para que as obras sejam concluídas dentro dos prazos. Mas é preciso ressaltar é que, até o momento, foram os governos estaduais os que mais gastaram com estes preparativos. Dos R$ 764,04 milhões gastos com as arenas dos jogos, R$ 514,5 milhões vieram dos estados e R$ 203,79 milhões de financiamentos.

Já sobre as obras de infraestrutura e mobilidade urbana, não se pode garantir que ficarão prontas nem quanto custarão. No balanço divulgado pelo governo federal em setembro, o custo da Copa, considerando-se o dinheiro a ser investido em estádios, portos e aeroportos e em mobilidade urbana, foi estimado em R$ 27,1 bilhões.

Este montante representa um aumento de cerca de 14% em relação aos R$ 23,1 bilhões do balanço de janeiro e de 26% sobre os R$ 21,5 bilhões de previsão feita em 13 de janeiro de 2010. “Nós vemos com apreensão o andamento das obras. O Brasil teve tempo suficiente para planejá-las e agora a gente ainda não sabe o quanto será gasto nem em que condições essas obras estão sendo realizadas”, lamentou a deputada Luzia Ferreira (PPS).

Membro do Bloco Transparência e Resultado da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), Luzia Ferreira expressa o sentimento dos demais deputados da base governista em Minas que defendem a transparência em todo e qualquer processo público. “Precisamos ter planejamento, controle e metas. O dinheiro público tem que ser bem aplicado e esse legado tem que ficar com transparência para os brasileiros”, afirmou.

Áudio: Luzia Ferreira

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Leia mais:

Com obras do Mineirão aceleradas, Minas supera outros estados e dá exemplo de boa gestão. Estádio será entregue em 2012

Governo federal do PT quer sigilo em gastos públicos