21 de fevereiro de 2013

Emater-MG dá suporte a agricultor que busca técnica agrícola sustentável

O agricultor familiar Lucas Castro Alves de Sousa foi o primeiro mineiro a ter acesso à linha de crédito do Programa de Agricultura de Baixo Carbono (ABC) adquirido com suporte da  Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG).

A nova modalidade de crédito prevê o financiamento de projetos agrícolas comprometidos com a redução das emissões de gases de efeito estufa nas atividades agropecuárias. Com isso, o ABC incentiva a adoção de técnicas agrícolas sustentáveis. O deputado Fabiano Tolentino (PSD) classifica o programa como espetacular do ponto de vista da sustentabilidade e considera que ele trará muitos benefícios para os agricultores e para a população em geral.

Projetos sustentáveis

Como incentivador de práticas sustentáveis no campo, a linha de crédito ABC financia a recuperação de áreas e pastagens degradadas, a implantação de sistemas orgânicos de produção agropecuária – de plantio direto, a Integração Lavoura, Pecuária-floresta (ILPF) e a adequação ou regularização das propriedades rurais.

De acordo com a Agencia Minas, podem se beneficiar da linha ABC produtores rurais, pessoas físicas ou jurídicas e cooperativas. As taxas de juros são diferenciadas e variam de acordo com o plano agrícola de cada ano-safra. Para 2013/2014, será de 5,0%. O limite de financiamento é de até R$ 1 milhão por cliente, por ano-safra, de acordo informações disponíveis no site do Mapa.

Os interessados nesta modalidade de crédito podem obter informações no escritório da Emater-MG e nas agências bancárias.