25 de novembro de 2012

Estados sofrem com os altos juros cobrados pelo Governo Federal

Apenas em 2011, Minas Gerais gastou R$ 3,3 bilhões com o pagamento de sua dívida com a União, o mesmo valor do investimento total realizado no Estado, incluindo áreas como saúde, educação e segurança. Desde o ano passado, deputados mineiros discutem a renegociação da dívida mas até agora o Governo Federal do PT nada fez para aliviar a situação dos Estados.

Os altos juros, que tornaram a dívida impagável, fizeram com que os outros entes da federação se unissem para analisar as possibilidades de renegociação dos contratos. O movimento pioneiro encabeçado pelos deputados mineiros deu origem a uma campanha nacional pela renegociação da dívida dos Estados (Renegociação Já!), que resultou, inclusive, em audiências em Brasília, além de visitas ao Congresso Nacional e ao Tribunal de Contas da União.

Nesta sexta-feira (23/11/2012), o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Dinis Pinheiro (PSDB), e o deputado Bonifácio Mourão (PSDB), Líder do Governo, participaram do Fórum “Desenvolvimento, Federalismo e a Dívida dos Estados”, na sede do Poder Legislativo de Santa Catarina, em Florianópolis.

De acordo com o deputado Bonifácio Mourão, a ideia é tentar apresentar relatório único ao Governo Federal que possibilitaria chances mais concretas de revisão das dívidas dos Estados. “Cada Estado não pode fazer proposta diferente do outro. Se isso acontecer a Presidência da República vai ficar em grande dificuldade para atender a um Estado e não atender a outro. Se nó fizermos uma proposta única, e a situação (dos Estados) é bem semelhante, há uma possibilidade bem maior de atendimento pelo Governo Federal”, analisou o parlamentar.