24 de maio de 2012

Dinheiro pelo ladrão: Transposição do São Francisco tem apenas 36% das obras concluídas e vai custar 100% a mais

Já se passaram cinco anos desde que o Governo Federal do PT deu início às obras de transposição do rio São Francisco e, até agora, pouco se viu de resultados nesta empreitada. Ao longo desses 60 meses o Governo Federam conseguiu concluir somente 36,12% da obra, que deveria estar completamente pronta agora em 2012. Ou seja, estamos diante de mais um projeto do Governo do PT que não avança, mais uma obra que não cumpre prazo nem cronogramas e que consome o dinheiro do contribuinte brasileiro de forma desordenada.

Todo o processo de transposição deveria ser concluído neste ano ao custo de R$ 4,6 bilhões. Mas o Governo do PT já prorrogou o prazo para 2015 e ainda elevou o custo final da obra para R$ 8,2 bilhões. Isso mesmo, R$ 8,2 bilhões, praticamente o dobro de seu orçamento inicial. Na avaliação do deputado Duarte Bechir (PSD), do Bloco Transparência e Resultado da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), esta obra mostra claramente como, no executivo federal, o dinheiro público escorre pelo ralo.

“A Transposição do Rio São Francisco é mais uma dessas jogadas do Governo Federal para fazer obra eleitoreira e captação de recursos. Sair de R$ 4,6 bilhões para mais de R$ 8 bilhões, e ainda com três anos de atraso, é absurdo. O Governo Federal dá a cada dia um exemplo pior do que o outro de mau uso do recurso público”, afirmou Bechir.

Atrasos

Além do atraso e da elevação dos preços, as obras se encontram com cinco dos 14 lotes tocados por empreiteiras paralisados. As informações foram divulgadas pelo jornal Folha de S. Paulo com base em dados apresentados pelo ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, na última terça-feira (22/05). De acordo com planilha apresentada pelo ministro, R$ 2,9 bilhões foram pagos desde 2010. Até 2014, outros R$ 4,9 bilhões devem ser investidos e ainda há expectativa de gastar mais R$ 385 milhões depois.

Para se ter uma ideia, o lote 5 da transposição, localizado no Ceará, ainda nem começou a ser feito e a previsão é de que só fique pronto no fim de 2014. Vários outros trechos terão de ser novamente licitados. Isso porque o governo resolveu, depois de fazer a primeira concorrência, mudar a forma como as obras serão realizadas e elevar os custos da empreitada.

Áudio: deputado Duarte Bechir

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.