25 de julho de 2014

Dia da Conscientização da Epilepsia busca entendimento da doença e a inclusão social de seus portadores

O dia 9 de setembro pode passar a ter um significado especial em Minas Gerais. O Projeto de Lei (PL) 4988/2014 que estipula a data como Dia Estadual de Conscientização sobre a Epilepsia, foi aprovado pelo plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e aguarda sanção para entrar em vigor. De autoria do deputado Fred Costa (PEN) o projeto passou também pelas Comissões de Constituição e Justiça (CCJ) e Saúde.
Na justificativa da proposição, o deputado explica que a epilepsia é a condição neurológica grave de maior frequência no mundo, havendo no Brasil mais de 3 milhões de pessoas com a doença e, a cada ano, surgem cerca de 100 mil novos casos, constituindo uma questão de saúde pública.
O texto afirma ainda que cerca de 50% dos casos iniciam-se na infância e na adolescência, podendo até 80% das pessoas portadoras manterem uma vida normal, através de um tratamento adequado e contínuo.
“No Brasil, cerca de 50% das pessoas com a doença não recebem o devido tratamento, gerando complicações como problemas físicos e sociais, além da possibilidade de morte súbita. Existe ainda um grande desconhecimento da sociedade, mesmo por parte dos profissionais da área da saúde, quanto aos sintomas e às características da doença e quanto às necessidades que as pessoas com epilepsia têm ou desenvolvem. Um dia de conscientização busca chamar a atenção para estas necessidades e estimular mudanças no âmbito da saúde, da educação e sobretudo promover a integração social” – acrescentou o deputado Fred Costa, que também preside, na ALMG, a Frente Parlamentar em Defesa das Doenças Raras e Genéticas.
Deputado Fred Costa - Foto: Arquivo/ALMG

Deputado Fred Costa – Foto: Arquivo/ALMG