25 de fevereiro de 2013

Dez anos do governo federal do PT. Dez anos sem duplicação da BR-381 em Minas

Governo Federal suspende mais uma vez o edital para a duplicação da BR-381


Enquanto o PT comemora dez anos em que comanda a Presidência da República, muitos mineiros choram a ausência de seus parentes mortos em acidentes na BR-381. Má vontade política? Descaso? Má gestão?

O que sabemos é que, desde que assumiu  o governo federal, o PT não investiu na duplicação da rodovia. São dez anos de intermináveis promessas que nunca saem do papel. Por estar sob a jurisprudência da União, a 381 acabou virando refém da ineficiência, falta de planejamento e inoperância do Governo Federal do PT.

O mais recente capítulo dessa novela, que já dura dez anos,  aconteceu na última sexta (22/02/2013), quando foi suspenso o edital (nº791) para obras em 167,1 quilômetros da BR-381. Isso porque um mês antes, em 21 de janeiro, o edital (nº 654) de seis outros trechos da rodovia já tinham sido suspensos. Como isso, a promessa de duplicação dos 303 quilômetros entre Belo Horizonte e Governador Valadares novamente não sairá do papel e vai se arrastar por sabe-se lá mais quanto tempo.

A suspensão do Edital 791 ocorreu a quatro dias da abertura da licitação, marcada para a próxima terça-feira (26/02/2013). A mesma irresponsabilidade já havia ocorrido com o Edital 654, também suspenso às vésperas do início da concorrência. A modernização da via, principal saída para o Espírito Santo e Bahia e que no ano passado teve 2,5 mil acidentes, com 124 mortos, é considerada fundamental. As suspensões, segundo o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), são para ajustes, mas o órgão não sabe informar quando os novos editais serão publicados.

Retrospectiva

Conhecida como Rodovia da Morte por ser uma das mais violenta estradas do país, a BR-381 vem sendo alvo de promessas eleitoreiras desde a primeira candidatura do ex-presidente Lula. De lá para cá, muitos projetos e prazos para início das obras já foram anunciados, mas todos foram suspensos ou adiados. O resultado é que nos últimos dez anos da gestão do PT muito se prometeu e nada se cumpriu.

O trecho da 381 entre Belo Horizonte e Governador Valadares já sofreu com queda de ponte sobre o Rio das Velhas, já teve obras adiadas por causa de escândalos de corrupção e desvios de verba no ministério dos Transportes, projetos suspensos por indícios de irregularidades e inclusive já virou alvo de investigação do Tribunal de Contas da União (TCU).

Matéria de 2011 sobre os problemas da BR-381

Em outubro do ano passado, o líder do governo da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Bonifácio Mourão (PSDB), participou da entrevista coletiva dada pelo ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, para o anúncio da duplicação da 381. Com muita pompa e bastante estardalhaço, como são sempre as promessas feitas pelo governo do PT, o ministro garantiu que as obras começariam em março deste ano e seriam concluídas em até três anos. O que era entusiasmo já se tornou frustração menos de quatro meses depois.

Veja o que o deputado Bonifácio Mourão falou sobre o anúncio das obras feito pelo ministro em outubro de 2012

Cerca de 15 dias após o anúncio do ministro Paulo Sérgio Passos, as obras de duplicação da rodovia já não constam na previsão orçamentária do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) para 2013. Ou seja, ali já se desenhava que esta também seria mais uma promessa não cumprida pelo Governo Federal do PT, afinal, como se pode iniciar uma obra sem que haja recursos disponíveis para executá-la?

Veja o alerta feito pelo deputado João Vitor Xavier em novembro do ano passado sobre a ausência de recursos para a BR-381 no Orçamento 2013

Antes mesmo de o ministro aparecer em BH, o Bloco Transparência e Resultado já tinha alertado as promessas de que as obras da BR-381 já entrarão em licitação era mais uma manobra do Governo Federal do PT de tentar iludir os mineiros. Isso porque a construção da variante de 45 quilômetros, no Vale do Aço, não tinha nem sequer projeto, muito menos previsão de ser iniciada.

Campanha

A situação precária da BR-381 tem sido tema de mobilização também nas redes sociais.  No facebook, uma campanha da página Amo Carretas é um convite para que a presidente Dilma veja de perto o caos que tomou conta da rodovia.

Leia: Governo federal suspende duplicação da BR-381 – reportagem do Estado de Minas na íntegra