16 de dezembro de 2011

Anastasia vence mais uma vez Hélio Costa, agora no TRE-MG

A transparência nas ações do Governo de Minas foram também atestadas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG) que, na última terça-feira (13/12), julgou improcedentes as acusações do ex-senador Hélio Costa de irregularidades no repasse de recursos pelo executivo estadual às prefeituras mineiras. Costa fez as denúncias após ter sido derrotado nas urnas pelo governador Antônio Anastasia.

A Coligação que lançou a candidatura de Hélio Costa entrou ainda com uma ação para a cassação ao mandato de Anastasia e seu vice, Alberto Pinto Coelho, mas o Tribunal negou por unanimidade o pedido. Para o vice-líder do Bloco Transparência e Resultado da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Rômulo Viegas (PSDB), o parecer do TER-MG deixa claro que a transparência é uma marca do Governo de Minas.

“O Tribunal mostrou que não houve descumprimento de nenhuma das normas eleitorais. Parabéns ao governador Anastasia, e a toda a sua equipe, por dar transparência às suas ações”, ressaltou Rômulo Viegas. Segundo o relator do processo, desembargador Brandão Teixeira, não foram encontrados convênios firmados de forma irregular durante o período eleitoral, o que elimina qualquer suspeita de desequilíbrio de forças entre os candidatos.

A decisão do TRE-MG comprova que os documentos foram assinados com as prefeituras dentro do prazo legal exigido pela Justiça Eleitoral e que eles fazem parte da dinâmica normal da gestão pública. Para o deputado Rômulo Viegas, o parecer desmonta qualquer tentativa de desqualificação da administração do governador Anastasia.