22 de agosto de 2012

“A primeira subsecretária no tocante às drogas foi criada em Minas”

Áudio Luiz Alberto Chaves de Oliveira:

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

O pioneirismo do Governo de Minas em adotar e aperfeiçoar políticas públicas sobre as drogas tem sido referências para vários outros estados do país. As ações do executivo voltadas à prevenção e ao tratamento dos usuários já refletem bons resultados e o próximo passo do governo será o de integrar todas as ações no sentido de, não somente acompanhar e tratar, mas também coibir a entrada de drogas e entorpecentes dentro do Estado.

O coordenador de Políticas para as Drogas do Estado de São Paulo, Luiz Alberto Chaves de Oliveira enfatizou que Minas Gerais tem se destacado na adoção de ações voltadas para minimizar os impactos das drogas na sociedade. “A primeira subsecretária no tocante às drogas, no que se refere à órgão executivo, foi criada em Minas e hoje essa prática já se dissemina para outras cidades e estados”, lembrou.

Oliveira chamou a atenção para o impacto das chamadas drogas lícitas no Brasil. Segundo ele, a mídia tem destacado o problema do crack, mas se esquece de que o álcool é a droga mais consumida no País. O gestor estima que aproximadamente 25% da população brasileira seja viciada ou faça uso nocivo de bebidas alcoólicas. “Não basta só cuidar dos casos graves, é importante cuidarmos de todos os casos, desde os que estão se iniciando e até mesmo os que ainda nem se iniciaram”.